segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Quebrou meu termômetro! E agora?



Os termômetros de vidro utilizam bem pequenas quantidades de mercúrio, que é um metal pesado, também encontrado em lâmpadas fluorescentes.

Dependendo da quantidade de mercúrio à qual uma pessoa se expõe, pode ocorrer uma intoxicação pelo metal, o que leva a sintomas variados como tosse, falta de ar, dor no peito, irritabilidade, tremores, irritação nos olhos, principalmente devido à inalação do vapor de mercúrio.

O mercúrio quando se encontra em temperatura ambiente está na sua forma líquida, de cor prateada e que se separa em bolinhas. Porém, ele facilmente evapora, mesmo à temperatura ambiente e, principalmente se houver aquecimento, transformando-se em gás de mercúrio (ou vapor de mercúrio)

Se um termômetro se quebrar, a quantidade de mercúrio é muito pequena para causar intoxicação. Mas, a forma como o mercúrio fica em contato com o organismo é que faz a diferença. Por exemplo, se houver a ingestão ou o contato do mercúrio com a pele por um tempo curto, a quantidade absorvida será mínima, não causando nenhum problema à saúde. Porém, se o mercúrio for inalado em sua forma de vapor, aproximadamente 80% dele acaba na corrente sanguínea, levando aos sintomas de intoxicação descritos anteriormente.

Portanto, todo o cuidado deve ser tomado com o ambiente se houver a quebra de um termômetro de mercúrio (apesar da pequena quantidade do metal presente nos termômetros de vidro), pois o maior risco é manter o local contaminado e acabar havendo uma exposição contínua aos vapores de mercúrio.


Passo a passo para a limpeza do local:



  •  Tire crianças e bichos de estimação do local.


  • Abra as janelas e deixe o ambiente vazio e ventilando por 15 minutos. Se uma criança teve contato com o mercúrio, descarte suas roupas contaminadas e leve a criança para o banho, enquanto o ambiente ventila.
  •  Coloque luvas de borracha.
  • Com uma lanterna, ilumine as bolinhas de mercúrio que se espalharam.
  •  Junte as bolinhas de mercúrio com um pedaço de papelão.
  •  Com uma fita adesiva (tipo Durex) recolha o mercúrio que se cola na fita e coloque em um saco plástico, junto com os pedaços de vidro, vedando bem.
  •  Utilize um pano úmido com um pouco de água sanitária para limpar o ambiente e descarte este pano após a limpeza, juntamente com as luvas, em outro saco plástico.
  •  Os sacos contendo os restos de termômetro e mercúrio, bem como o material de limpeza contaminado devem ser bem vedados e descartados em um posto que recolha baterias e pilhas (o banco Santander, por exemplo, tem estas caixas de descarte nas suas agências).



Atenção para o que NÃO deve ser feito:


  •  Nunca utilize aspirador de pó para aspirar resíduos de mercúrio e vidro, pois, além de contaminar o aspirador, o calor do aparelho provocaria maior evaporação do mercúrio, espalhando pela casa.
  • Nunca utilize vassouras para recolher os resíduos, pois o mercúrio acaba se partindo em partículas menores e se espalhando mais ainda.
  • Não toque no mercúrio sem luvas.
  •  Não jogue mercúrio na pia.
  •  Não lave roupas contaminadas com mercúrio. Descarte-as.


Vale lembrar que hoje há uma série de termômetros que não utilizam mercúrio, sendo muito mais seguros do que os de vidro. Se quiser saber um pouco mais sobre eles acesse o post http://www.pediatrio.blogspot.com/2011/06/diferentes-tipos-de-termometros.html





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...